Figueira da Foz: Município “só” poupou 450 mil euros na fatura da luz

Posted by
Spread the love

DB/Foto de jot’Alves

Como o DIÁRIO AS BEIRAS avançou, a Assembleia Municipal da Figueira da Foz aprovou as contas da câmara de 2023, com os votos a favor do movimento independente FAP e do PSD e a abstenção do PS e do BE. A CDU votou contra.
As contas apresentadas pelo executivo camarário FAP/PSD obtiveram um saldo positivo de 16 mil euros.
“[Um] compromisso com a boa gestão dos recursos”, classificou a líder dos deputados municipais da FAP, Rosa Reis. Por sua vez, o seu homólogo do PSD, Manuel Rascão Marques, frisou que a receita fiscal “reforça a esperança de haver uma redução de impostos no próximo ano”.
O deputado PS José Fernando Correia indagou o executivo camarário sobre a poupança que a substituição do sistema de iluminação pública, por tecnologia LED, lançada no anterior mandato, permitiu em 2023.
E considerou que a poupança obtida através do novo sistema de iluminação – 450 mil euros/ano – “está em linha com os encargos anuais” do empréstimo de 7,4 milhões de euros.
Todavia, ressalvou a vice-presidente da câmara, Anabela Tabaçó, “a expetativa era haver uma redução de dois milhões de euros ao ano”. Isto de acordo com as estimativas avançadas pelo anterior executivo camarário, frisou.
Contudo, questionada sobre aqueles valores por José Fernando Correia, Anabela Tabaçó esclareceu que os dois milhões de euros eram relativos à poupança global da fatura da eletricidade paga pelo município, não apenas à iluminação pública.

Ler notícia completa na edição de hoje do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.